quarta-feira, 6 de julho de 2011

Lembranças que simplesmente se apagam




"Esquecerei o hoje, mas isso não significa que o hoje não tem importância"

Por razões pessoais, esse livro me tocou bastante. Ele conta a história de Alice Howland, uma reconhecida professora de psicologia cognitiva da Universidade de Harvard. Com a carreira consolidada, nada parecia fugir ao controle desta mulher. Mas a vida é capaz de mostrar que nem a mais racional das criaturas escapa a uma reviravolta.

Alice, então, começa a perceber pequenas mudanças em seu cotidiano. O que inicialmente seria um esquecimento comum, causado pelo stress, de repente se transforma em séria preocupação quando ela se vê completamente perdida no caminho que costumava fazer todos os dias na volta pra casa. O diagnóstico parecia impensável para uma mulher de 50 anos: mal de Alzheimer, numa de suas mais raras manifestações e capaz de degenerar o sistema nervoso central mais rapidamente.

A partir daí, tem início uma luta surpreendente pela vida, em que a batalha principal é pela lembrança de pequenos detalhes, desde a hora do remédio diário, até seu próprio nome. No fundo, Alice sabe que, uma hora ou outra, tudo vai se apagar, sabe que, simplesmente, irá acordar sem reconhecer as pessoas que sempre fizeram parte da sua vida. Mas nem por isso, será uma batalha perdida. A grande vitória será justamente não permitir que a esqueçam. Para sempre Alice é emocionante por mostrar que momentos de plenitude existem. Sim, eles serão esquecidos em breve, mas nem por isso terão deixado de acontecer.

O livro foi escrito por Lisa Genova, phD em neurociência pela Universidade de Harvard, que escreve textos para a Associação Nacional de Alzheimer dos Estados Unidos.

Ficha técnica
Autor: Lisa Genova
Editora: Nova Fronteira
Número de páginas: 283



Comente usando o seu perfil no Facebook!

Nenhum comentário:

Postar um comentário