domingo, 5 de junho de 2011

Histórias Extraordinárias de Edgard Alan Poe






Escritor, romancista, poeta e crítico, autor de contos clássicos e colecionador de fãs ao redor do mundo. Morreu pobre e viveu infeliz. Sua alma é desnudada letra por letra e seus pensamentos macabros conduzem o leitor a universos paralelos, nos quais realidade, fantasia e fobias se intercruzam. Tudo recheado de terror, suspense e situações sobrenaturais. Isso é Edgar Alan Poe reduzido a um simples parágrafo.

Aos que desejam ingressar no mundo do fantástico e sombrio, veementemente sugiro que leiam qualquer obra de Poe. Lá estão as raízes do terror psicológico e do episódio policial macabro. Da mesma forma como o autor é tido como o fundador desse estilo de literatura no ocidente, o livro que sugiro foi a mola propulsora que me levou a conhecer outros mestres, como Stephen King.

A edição tem o mérito de reunir obras famosas, como Os Crimes da Rua Morgue e O Retrato Oval, com outras nem tão conhecidas; conseguindo deixar o leitor ansioso por mais, mesmo quando termina a leitura. O mais legal é que tudo ali acaba sendo muito pertubador, pois há elementos tão reais que fazem parecer verossímeis as desventuras que o autor narra. Por exemplo: a morte é personagem constante, mas sob diversas roupagens.

O exemplar que sugiro me agrada bastante, apenas pecando por não conter a obra de Poe que talvez seja mais famosa ( e uma das mais bonitas): O Corvo. De resto, a publicação é impecável, a tradução é boa e os contos selecionados impedem que o livro repouse uma vez sequer sobre a mesa.

Título: Histórias Extraordinárias de Edgard Alan Poe*

Editora: Cia das Letras

Ano: 2006

Páginas: 272


Comente usando o seu perfil no Facebook!

Um comentário: