domingo, 27 de março de 2011

Vigiar e Punir - A história de violência nas prisões






Michel Foucault realiza uma documentação histórica em Vigiar e Punir. Membro fundador do Grupo de Informações sobre as Prisões, seu objetivo é demonstrar que a pretensa característica humanista que herdamos do Iluminismo não vingou, de fato. no sistema prisional. Aliás, defende a falência desta e de outras instituições enraizadas em nossa sociedade.

Segundo o autor, sob o argumento do humanismo, a Reforma realizou a transição do suplício, que contava com grandes encenações públicas de punições sangretas; para um mecanismo jurídico-científico de dominação. Fez-se uma projeção econômica e concluiu-se que controlar a sociedade, formando indivíduos dóceis e facilmente controláveis, era mais eficiente do que atacar o corpo dos infratores. Assim, o alvo passa a ser a alma, e não a carne.


O livro capta essa mudança a partir da observação de diversos pontos de vista: social, histórico, jurídico,monetário,político.O propósito é demonstrar a intenção (in) consciente de certas instituições funcionarem como modeladoras dos homens; ocultas, por vezes, sob a capa da “necessidade”, “educação”, etc. É o caso das escolas, dos hospitais, dos campos militares e dos cárceres. O estudo de Michael questiona, portanto, códigos morais e de padronização. Mas não consegue apresentar propostas de substituição do modelo em voga ainda hoje. É um livro bastante pesado e que exige reflexão.

As passagens que relatam, minuciosamente, as execuções de outrora, foram particularmante difíceis de digerir. Ademais, o livro é recheado de pequenos conceitos que precisam ser completamente absorvidos,sob pena de perdemos a compreensão de idéias chaves que são apresentadas, como o Panoptismo.
No entanto, é uma leitura super indicada para quem deseja pensar sobre a sociedade e o modo como comportamentos e idéias nos são transmitidos.

O livro foi publicado pela primeira vez em 1975 e é considerado um marco para os que estudam política, antropologia e sociologia. É dividido em 4 partes: Suplício, Punição, Disciplina, e Prisão. Para os que desejam informações mais técnicas, há vários sites e teses de conclusão de curso que trazem informações desse tipo.


Nome: Vigiar e Punir- História de Violência nas Prisões
Autor:Michel Foucault
Editora:Vozes
Páginas:262



Comente usando o seu perfil no Facebook!

Um comentário:

  1. preciso fazer um trabalho sobre esse livro para a semana que vem, mas n está muito fácil :/

    ResponderExcluir